domingo, 31 de agosto de 2008

O Homem Perfeito


Bom... o homem perfeito seria uma mistura da sensualidade do George Clooney, o ar misterioso do Nicolas Cage e do Jude Law, a inteligência e o sarcasmo do Dr. House, e a beleza absurdamente ofuscante do Jonny Deep (eu não estou louca).
Meu homem perfeito tem que ter visão, ir além, ser capaz de perceber ao seu redor o que não está tão claro. Tem que ser observador. Não precisa ser detalhista, não precisa lembrar de datas, mas precisa dar atenção. Tem que gostar de animais, e não se importar se um cachorro late quando ele passa. Tem que ser sincero, autêntico, e não fazer jogos idiotas pra impressionar, porque um dia a máscara cai e a gente percebe que não era nada daquilo. Tem que gostar de novidades, ser vanguarda, ou pelo menos não se importar que eu seja. Ele tem que se impor, dizer a que veio, e não pode concordar com tudo o que eu digo, nem deixar tudo em minhas mãos. Precisa ter atitude. Mas não pode ser radical, extremista e inflexível. Tem que gostar de cozinhar, de lavar louça, de tomar chá ou chocolate gelado. Tem que gostar de viajar, de ver tv, de andar a esmo, de dormir junto (basta dormir), de beber, de sair de casa. Tem que gostar de ler, desde trivialidades até algo mais consistente. O homem perfeito tem que saber conversar. Porque é conversando que tudo se resolve.
Essa pessoa não deve reclamar da bagunça no meu quarto, nem do fato da minha geladeira estar vazia na maioria das vezes. Tem que ter bom humor, é fundamental ter bom humor. Não precisa contar piadas idiotas, mas tem que saber rir da vida.
Precisa ser tolerante. Precisa ter bom gosto musical, isso é imprescindível. Não precisa gostar de tudo o que eu gosto, mas precisa ter bom senso. E precisa me perdoar pelas discordâncias. Precisa ter uma voz linda de se ouvir. E precisa usá-la.
O homem perfeito tem que gostar de cinema, mas precisa ser crítico. Não precisa ter visto todos os filmes, mas precisa saber por que gostou dos que viu. Tem que entender o seu contexto no mundo, e não apenas ser mais um. Tem que ter consciência que o seu trabalho individual se insere e interfere em algo maior, que suas ações são parte de um todo, e por isso mesmo devem ser consideradas. Sendo assim, jogar papel no chão, ponta de cigarro, copo ou latinha de cerveja e afins é inadmissível. Aliás... fumar é algo questionável. Precisa se cuidar, sem exageros. E não pode me cobrar coisas que ele sabe que não posso cumprir.

O homem perfeito é aquele que gosta de mim como eu sou.


Ana Kelen é desse mundo e sabe que não vai encontrar alguém assim.

11 comentários:

Valdir disse...

Tirando o primeiro parágrado que foi completamente FAIL (pra não dizer troncho e bizarro - hahahha), em geral gostei MUITO do que você escreveu, sinceridade total. E pode crer que nesse nivel de sinceridade as coisas - tudo - se torna mais simples em um relacionamento. Melhor ainda no seu caso, que já acompanha um manual de instruções! :D


Destaque: "Não precisa ser detalhista, não precisa lembrar de datas" - ÓTIMO!

Beijão

Panapléia disse...

Já encontrei o homem perfeito, amiga.
Só q ele ainda não entendeu q sou a mulher perfeita.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Marlos disse...

Nossa eu passo é longe disso... hehehhehehehe

Mas parabéns pelo blog, viu?

Super consistente e bem humorado. Poderias muito bem estar aqui no meu lugar...

Que continue virtual!

Nós precisamos de coisas assim...

xerO!

Marlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dayanne disse...

vixeeeeeeeeee...me vi na foto aí!!!
kakakakakakaka

Claudio Ferro disse...

Se o homem tem que se parecer com o Nicholas Cage é claro que vai ter visão... tamanho dos olhões...

Essa do cachorro latindo foi bem direta pra mim... Pelo visto sou imperfeito porque não suporto...

Claudio Ferro disse...

Bom gosto musical e voz bonita eu tô dentro...

Claudio Ferro disse...

Temos um paradoxo...

Gosto de você como você é... Mas não sou perfeito...

Ana Kelen disse...

Moço, eu tabém não sou...

geilson disse...

não abro mão dos cigarros(principamente agora em tempos de lei seca)...

Claudio Ferro disse...

Poder fumar pode... O problema é que tem que se livrar das pontas com classe e desenvoltura...