segunda-feira, 13 de julho de 2009

13 de Julho - Dia Mundial do Rock


O Dia Mundial do Rock foi instituído em 1985, quando foi realizado o festival "Live Aid", que arrecadou fundos para as vítimas da fome na Etiópia. Organizado pelo músico Bob Geldof, o festival aconteceu na Inglaterra e nos Estados Unidos. Entre as atrações do festival estavam: BB King, Phil Collins, Dire Straits, Queen, David Bowie, Black Sabbath e U2. Além dos fundos arrecadados, o concerto também produziu a música "Do They Know It's Christmas Time at All", que reunia cantores do pop inglês dos anos 80, como Sting, Boy George e Simon LeBon (do Duran Duran).
Em 2005,o festival recebeu o nome de “Live 8” e aconteceu nos países integrantes do G-8 e na África do Sul. O festival pedia para que os países credores perdoassem a dívida dos países africanos afetados pela fome. Entre os artistas que participaram do festival em 2005 estavam: REM, Paul McCartney, Pink Floyd, Coldplay, Elton John e Bon Jovi.

Eu não vou ter nem tempo e nem como comemorar essa data, em virtude das circunstâncias, pois estou num lugar onde Rock é uma palavra que aparece em estampa de camiseta na vitrine, onde uns poucos gatos pingados ouvem algo semelhante ao pop. Por conta disso, apenas posso dar sugestões de filmes que podem amenizar o sofrimento dos mortais que nem eu, sem alternativas para esse dia tão feliz:

A Hard Day's Night
Primeiro filme dos Beatles, mostrando com propriedade todo o início da beatlemania e da histeria provocada no mundo pelo Fab Four.
Help!
O segundo filme dos quatro de Liverpool é surreal, graças à direção primorosa de Richard Lester. Engraçadíssimo, contém cenas antológicas com boas doses do sutil humor inglês.
Febre de Juventude (I Wanna Hold Your Hand)
Filme sobre um grupo de amigos fazem de tudo para conseguirem um ingresso para poderem assistir os Beatles ao vivo no Ed Sullivan Show. Um filme não sobre os Beatles mas sobre a beatlemania, com muito Beatles na trilha sonora.
Rock and Roll High School
Filme "B" que conta a história de uma fã do grupo Ramones que sonha ter suas letras gravadas pela banda. Há um clássico sentimento de revolta contra a diretora da escola e, no fim, a escola é explodida pelos alunos. Os Ramones aparecem como atores principais e tocam ao vivo algumas músicas.
Os Irmãos Cara-de-Pau (The Blues Brothers)
Comédia musical com diversas referências ao rock, e principalmente ao blues. Participação de diversas estrelas da música. Após sair da prisão Jake Blues, encontra seu irmão Elwood, e voltam ao internato onde eles foram criados por freiras. Ficam sabendo que lugar será vendido para a secretaria de educação, e o único modo para manter o internato aberto é pagar US$ 5000 de imposto da propriedade dentro de 11 dias. Os dois irmão decidem montar uma banda de blues, para arrecadar o dinheiro nessa "missão de Deus".
A Onda Punk (Repo Man)
Jovem punk trabalha como "repossesion man" ou seja, ele tem que recuperar veículos cujos compradores pararam de saldar suas prestações. A aventura deslancha quando um desses veículos passa a ser perseguidos por alienígenas. A partir daí o humor iconoclasta do diretor Cox extrapola os limites.
A Encruzilhada (Crossroads)
Eugene (Ralph Macchio, o garoto de Karate Kid) é um estudante de violão clássico apaixonado por blues. Em busca da fama, decide encontrar uma música perdida e inédita de Robert Johnson (lendário bluesman, influência de grandes nomes do rock e portanto responsável em grande parte pelo desenvolvimento do estilo). Busca ajuda no presidiário Willie Brown, teoricamente amigo pessoal de Robert, e ambos vão a New Orleans. No decorrer do filme Eugene descobre que Willie (assim como Robert Johnson, diz a lenda) havia feito um pacto com o diabo.
Sid & Nancy, O Amor Mata (Sid & Nancy)
Historia sobre o relacionamento do casal Sid Vicious e Nancy Spungen. Sid era membro dos Sex Pistols mas sua notoriedade aumentou quando ele matou sua namorada em nome de um pacto de amor. Algumas semanas depois ele se suicidou supostamente para terminar de cumprir o pacto. Em meio à degradação sem volta, algumas cenas evocam um certo lírismo quase surreal.
A Fera do Rock (Great Balls of Fire!)
Excelente biografia de Jerry Lee Lewis, um dos primeiros astros a introduzir a rebeldia na mistura do rock, centrada em seu romance com a prima Mira, de 13 anos. Denis Quaid encarna de maneira ímpar a loucura, maneirismos e ego monstruoso do protagonista.
The Doors (1991)
Cinebiografia da banda Californiana The Doors calcada no seu principal elemento, o lendário Jim Morrison, misto de cantor/poeta performático, um dos mais emblemáticos artistas da década. Embora tenha sido extremamente criticado por mostrar somente um Jim no limite entre a razão e a loucura, este filme nos dá uma boa idéia de como eram as vibrações no final daqueles loucos anos 60. Tratava-se de um projeto pessoal meio antigo de Oliver Stone render tributo à um ídolo de sua juventude. Val Kilmes encarnou o Rei Lagarto.
Vida de Solteiro (Singles)
Varias historias paralelas e próximas se desenrolam simultaneamente nesta despretensiosa comedia romântica que procura retratar o movimento grunge de Seattle. Participações dos músicos Chris Cornell (Soundgarden), Pat DiNizio (Smithereens), Tad (Tad), Eddie Vedder, Jeff Ament e Stone Gossard (Pearl Jam).
Os Cinco Rapazes de Liverpool (Backbeat)
Por trás dos primeiros anos dos Beatles, uma história de amor e tragédia. Belíssimo filme que conta a temporada que os Beatles passaram na Alemanha, dando enfoque ao caso de amor entre seu então baixista Stuart Stucliffe com a fotógrafa Astrid Kirchnerr. A trilha-sonora é excelente, com a Backbeat Band, composta por Dave Ghrol (Foo Fighters), Mike Mills (REM), David Pirner (Soul Asyloum) e Thurston Moore (Sonic Youth).
Detroit Rock City
Filme conta a história de quatro garotos que fazem de tudo para entrar num show do Kiss. Excelente comédia, mostra como os adultos ainda vêem o heavy metal como coisa do demo
Quase Famosos
Filme semi-biográfico do diretor Cameron Crowe, conta a história de Willian Miller, um garoto de 15 anos que começa a escrever para a Rolling Stone. Acaba sendo escalado para acompanhar uma banda iniciante, a fictícia Stillwater. Na turnê, histórias deliciosas dos bastidores do rock.
Rockstar
Inspirado na história do Judas Priest, fala sobre um fã ardoroso que substitui o vocalista de sua banda preferida. Clichês do rock e, principalmente, do metal passeiam pelo filme de forma genial.
Alta Fidelidade
História de um cara (Rob Flemming) que perdeu a namorada e entra em crise, buscando entender o motivo de seus fracassos amororsos. Uma linda história de amor, que retrata a geração pop dos anos 90, com um atrilha sonora excelente.
The Wonders
História sobre uma banda fictícia (bem parecida com os Beatles), contando o início da carreira até o seu estrelato. Com Tom Hanks.
Escola de Rock
Comédia sobre um cara fracassado (Jack Black) que no final das contas mostra que a criatividade é uma das melhores opções de incentivo à aprendizagem. Nota para a trilha sonora.


É isso ai, divirtam-se!!!

5 comentários:

Claudio Ferro disse...

A lista está ótima...
Mas se a senhorita me permitisse, eu incluiria:

24 Hour Party People (no Brasil, A Festa Nunca Termina). Filme inglês de 2002 que retrata a cena roqueira de Manchester (mais especificamente, sobre o selo Factory Records) do final dos anos 70 até o início dos 90. Foi dirigido por Michael Winterbottom.

Control (Inglaterra, EUA, 2007). O filme apresenta um retrato de Ian Curtis, vocalista da banda inglesa Joy Division. A direção é assinada pelo cineasta holandês Anton Corbijn, fotógrafo e conhecido do grupo.

Woodstock (EUA, 1970). Documentário sobre o Festival de Woodstock lançado em 1970. Foi dirigido por Michael Wadleigh, e editado por Martin Scorsese e Thelma Schoonmaker, entre outros. Foi indicado ao Oscar de "Melhor Trilha-Sonora", "Melhor Edição" e "Melhor Documentário", vencendo este último.

The Rolling Stones Rock and Roll Circus. Filme lançado em 1996. Organizado pela banda Rolling Stones e gravado em 11 de dezembro de 1968, é composto por dois concertos em um palco de circo, trazendo artistas como The Who, Eric Clapton e Jethro Tull, bem como os próprios Rolling Stones.

Claudio Ferro disse...

Ah, e como o melhor sempre fica pro final...
Também peço licença pra incluir mais duas preciosidades:

Pink Floyd: Live at Pompeii (1971). O filme apresenta os Pink Floyd atuando num velho anfiteatro em ruínas em Pompeia, Itália, assim como gravações em estúdio e entrevistas à banda, quando da gravação do álbum The dark side of the moon. O 'concerto' foi gravado em 4 e 7 de Outubro de 1971 e apresenta a particularidade de não haver audiência.

The Wall (1982). Filme realizado por Alan Parker, com Bob Geldof (o mesmo que organizou os festivais Live Aid e Live 8, que deram origem ao Dia Mundial do Rock) no papel principal.

Ana Kelen disse...

Ok, meu amor, eu tinha deixado esses pra você, os melhores e mais completos, né? Agora você imagina como estou... sem nenhum desses filmes pra ver, sem um show, nada! Nadinha! Vou comer chocolate e dormir, aff

Valdir Silveira Jr disse...

Comemorei atrasado, ontem, o dia do Rock num show do Biquini Cavadão e do CPM 22. É, foi o máximo que consegui, e foi bom.

Gostei da lista de filmes, já vi alguns, incluindo a tosqueira do filme dos Ramones. Quero incluir aí na lista o documentário Botinada (aquele que to te devendo Kelen) sobre o Punk aqui no Brasil, muito bom.

Ana Kelen disse...

Opa! Adoro cobrar dívidas!! Dia 15 de agosto estarei na terrinha, leva o dvd pra mim??